terça-feira, 17 de março de 2009

Os teus braços

Refúgio da minha alma são teus braços;
Quando me envolves em teus abraços;
Toda a tristeza se vai para longe de mim;
Uma magia, um toque, simples assim.

Do cansaço e da dor muito me escondi;
Neste teu firme refúgio me convalesci;
Entre teus braços, junto ao teu seio;
Recebi todo o cuidado que anseio.

Quero hoje, correr para estes braços;
Cruzar os oceanos da indiferença;
Esquecer da vida estes tantos laços;
Respirar novamente a sua presença;

E me jogar, de corpo e alma em teus braços!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá!
É um imenso prazer receber seus comentários sobre minha obra autoral no mundo das letras. Sinta-se a vontade e exprima seus sentimentos. Porém lembre-se que a interpretação de um texto é de caráter puramente subjetivo!
Bons comentários.